Graduação em Enfermagem

DESCUBRA NOVOS HORIZONTES

Sobre o Curso

O Curso de Graduação em, foi autorizado pela Portaria número 1989 de 30 de dezembro de 2021, publicada no DOU no dia 31 de dezembro de 2021. O curso é Bacharelado em Enfermagem, com duração de 4.100 horas, durante 5 anos de curso, nos turnos da matutino ou noturno. O Curso de Graduação em Enfermagem da IES é concebido com base em diretrizes e princípios pedagógicos com uma fundamentação humanista com predomínio da ética democrática, dignidade humana, justiça, respeito mútuo, participação, responsabilidade, diálogo e solidariedade; a fim de formar profissionais cidadãos, socialmente sensíveis para solucionar problemas com critério reflexivo e preventivo prevalentes na região e de atuar em programas de interesse nacional.

Informações Gerais

Avaliação do MEC
Nota 4 (1 de 5)
Modalidade
Presencial
Turnos
Manhã, Noite
Duração
5 anos
Carga Horária
4.400 horas/aula
Plataforma digital
Sim

Coordenador: Prof. Leandro Sena

Coordenador: Prof. Leandro Sena

Bolsas e Financiamentos

A Facpp quer você aqui! As melhores formas de financiamentos estudantis para você começar a conquistar seu sonho!

Bolsas e Financiamentos

A Facpp quer você aqui! As melhores formas de financiamentos estudantis para você começar a conquistar seu sonho!

Presencial

de R$ 2.750,00 por

R$ 1.375,00

*

/mês

*Consulte Informações legais

O Curso de Graduação em Enfermagem tem como perfil o formando egresso/profissional com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva; o profissional qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos, capaz de conhecer e intervir em problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões bio-psico- sociais dos seus determinantes; capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano.

Formar enfermeiros aptos para o trabalho em equipe, com capacidade política, intelectual e competência técnica para o cuidado e o gerenciamento da assistência de enfermagem e de serviços, suscitando o desejo permanente de aperfeiçoamento profissional e cultural.

– Exercer a sistematização da assistência de enfermagem, destinada ao oferecimento de uma assistência segura, pautada na metodologia científica, com vistas à melhoria da qualidade de assistência à saúde e otimização dos serviços de saúde.

– Promover a integração de conteúdos científicos, técnicos, filosóficos, culturais, econômicos, educacionais, políticos, éticos e sociais, integrantes da base conceitual do cuidar em enfermagem.

– Integrar o conhecimento do enfermeiro e o rigor científico aos preceitos éticos e legais da profissão, enfatizando o seu comprometimento com a saúde do ser humano, desde à concepção até o momento pós-morte.

– Garantir o processo permanente de atuação crítica e reflexiva, formando enfermeiros colaboradores para a melhoria das condições de vida e saúde em todo o mundo.

– Laboratórios modernos e equipamentos de última geração;

– Disciplinas voltadas a formação nas diversas áreas de atuação;

– Estágios curriculares que inserem o aluno à rede de atenção à saúde e promovem o contato com cuidado e com o gerenciamento;

– Atividades de extensão que promovem a aproximação do aluno com a comunidade;

– Tópicos especiais que buscam instrumentalizar o aluno com conhecimentos e metodologias diferenciadas como saúde da família em situação de exclusão social, aspectos do tratamento de feridas no domicilio, comunicação terapêutica em enfermagem, formação para a assistência de portadores de necessidades especiais, atuação do enfermeiro no transporte aeromédico, empreendedorismo na enfermagem entre outros.

– Aulas práticas e Avaliações presenciais;

– Plataforma para acesso a artigos, slides e vídeos sobre os conteúdos das aulas;

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), a profissão de Enfermeiro atualmente vem sendo considerada como uma profissão em evidência, não só no Brasil mas no mundo todo. Estes profissionais desempenham um papel vital na prestação de serviços essenciais de saúde em todos os níveis de atenção e são cruciais para promover a saúde e prevenir doenças.

– A assistência direta ao paciente acontece por meio da contratação desse profissional em redes hospitalares, unidades básicas de saúde, serviços de atendimento pré-hospitalar em urgência e emergência (SAMU), atenção domiciliar (home care), assistência na área de transplantes de órgãos, serviços especializados em estomaterapia (tratamento de feridas), nefrologia, cardiologia, obstetrícia, neonatologia, pediatria, geriatria, dentre outros. Recentemente o Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) publicou a Resolução 568/2018 que regulamenta o funcionamento dos consultórios e clínicas de Enfermagem. A norma regulamenta a ação autônoma do enfermeiro, ampliando o atendimento à clientela no âmbito individual, coletivo e domiciliar.

– Na área da Gestão, o profissional tem a possibilidade de assumir cargos de coordenação nas unidades hospitalares, unidades básicas de saúde, secretarias de saúde do estado/município e universidades. Diante dessa demanda em ascensão, existe uma preocupação do curso em preparar cada vez mais os alunos para assumir cargos de gestão.

– A docência e pesquisa representam outra dimensão do campo de atuação do profissional enfermeiro. Os cursos direcionados à formação técnica profissional em enfermagem estão em expansão, principalmente pelo avanço da área técnica profissionalizante no país. Esse cenário oferece um campo de trabalho promissor para os egressos dos cursos superiores de enfermagem na docência. É importante salientar que houve um avanço considerável na formação de enfermeiros mestres e doutores, possibilitando a inserção desse profissional em programas de pesquisa e extensão vinculados às universidades. Temos vivenciado no Brasil um crescimento significativo dos grupos de pesquisa, com incremento nas investigações de enfermagem e, consequentemente, um aumento da divulgação em periódicos científicos, bem como a qualificação dos pesquisadores e dos periódicos da área.

– O empreendedorismo trata-se de um campo amplo, no qual o enfermeiro pode vir a atuar promovendo saúde à população ou dedicando-se à sua recuperação, com atendimentos em consultórios particulares, no domicílio (home care) e em cooperativas (terceirização de mão-de-obra), consultorias e auditorias como autônomo ou em empresas, atendimento em eventos (dairy care), ensino (proprietário) ou prestação de serviços especializados: clínicas de vacinação, amamentação, esterilização de material médico-hospitalar, transporte de pacientes, aluguel de equipamentos e comercialização de produtos da área hospitalar.

Portaria autorizada MEC n° 1989, 30 de dezembro de 2021, publicada em DOU em 31
de dezembro de 2021

Baixar Arquivo

Em atendimento ao estabelecido pelas DCNs, os conteúdos essenciais para o Curso de Odontologia estão relacionados com o processo saúde-doença do cidadão, da família e da comunidade, integrados à realidade epidemiológica e profissional, estando distribuídos nas seguintes categorias:

O Curso de Graduação em Enfermagem tem como perfil o formando egresso/profissional com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva; o profissional qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos, capaz de conhecer e intervir em problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões bio-psico- sociais dos seus determinantes; capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano.

Formar enfermeiros aptos para o trabalho em equipe, com capacidade política, intelectual e competência técnica para o cuidado e o gerenciamento da assistência de enfermagem e de serviços, suscitando o desejo permanente de aperfeiçoamento profissional e cultural.

– Exercer a sistematização da assistência de enfermagem, destinada ao oferecimento de uma assistência segura, pautada na metodologia científica, com vistas à melhoria da qualidade de assistência à saúde e otimização dos serviços de saúde.

– Promover a integração de conteúdos científicos, técnicos, filosóficos, culturais, econômicos, educacionais, políticos, éticos e sociais, integrantes da base conceitual do cuidar em enfermagem.

– Integrar o conhecimento do enfermeiro e o rigor científico aos preceitos éticos e legais da profissão, enfatizando o seu comprometimento com a saúde do ser humano, desde à concepção até o momento pós-morte.

– Garantir o processo permanente de atuação crítica e reflexiva, formando enfermeiros colaboradores para a melhoria das condições de vida e saúde em todo o mundo.

– Laboratórios modernos e equipamentos de última geração;

– Disciplinas voltadas a formação nas diversas áreas de atuação;

– Estágios curriculares que inserem o aluno à rede de atenção à saúde e promovem o contato com cuidado e com o gerenciamento;

– Atividades de extensão que promovem a aproximação do aluno com a comunidade;

– Tópicos especiais que buscam instrumentalizar o aluno com conhecimentos e metodologias diferenciadas como saúde da família em situação de exclusão social, aspectos do tratamento de feridas no domicilio, comunicação terapêutica em enfermagem, formação para a assistência de portadores de necessidades especiais, atuação do enfermeiro no transporte aeromédico, empreendedorismo na enfermagem entre outros.

– Aulas práticas e Avaliações presenciais;

– Plataforma para acesso a artigos, slides e vídeos sobre os conteúdos das aulas;

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), a profissão de Enfermeiro atualmente vem sendo considerada como uma profissão em evidência, não só no Brasil mas no mundo todo. Estes profissionais desempenham um papel vital na prestação de serviços essenciais de saúde em todos os níveis de atenção e são cruciais para promover a saúde e prevenir doenças.

– A assistência direta ao paciente acontece por meio da contratação desse profissional em redes hospitalares, unidades básicas de saúde, serviços de atendimento pré-hospitalar em urgência e emergência (SAMU), atenção domiciliar (home care), assistência na área de transplantes de órgãos, serviços especializados em estomaterapia (tratamento de feridas), nefrologia, cardiologia, obstetrícia, neonatologia, pediatria, geriatria, dentre outros. Recentemente o Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) publicou a Resolução 568/2018 que regulamenta o funcionamento dos consultórios e clínicas de Enfermagem. A norma regulamenta a ação autônoma do enfermeiro, ampliando o atendimento à clientela no âmbito individual, coletivo e domiciliar.

– Na área da Gestão, o profissional tem a possibilidade de assumir cargos de coordenação nas unidades hospitalares, unidades básicas de saúde, secretarias de saúde do estado/município e universidades. Diante dessa demanda em ascensão, existe uma preocupação do curso em preparar cada vez mais os alunos para assumir cargos de gestão.

– A docência e pesquisa representam outra dimensão do campo de atuação do profissional enfermeiro. Os cursos direcionados à formação técnica profissional em enfermagem estão em expansão, principalmente pelo avanço da área técnica profissionalizante no país. Esse cenário oferece um campo de trabalho promissor para os egressos dos cursos superiores de enfermagem na docência. É importante salientar que houve um avanço considerável na formação de enfermeiros mestres e doutores, possibilitando a inserção desse profissional em programas de pesquisa e extensão vinculados às universidades. Temos vivenciado no Brasil um crescimento significativo dos grupos de pesquisa, com incremento nas investigações de enfermagem e, consequentemente, um aumento da divulgação em periódicos científicos, bem como a qualificação dos pesquisadores e dos periódicos da área.

– O empreendedorismo trata-se de um campo amplo, no qual o enfermeiro pode vir a atuar promovendo saúde à população ou dedicando-se à sua recuperação, com atendimentos em consultórios particulares, no domicílio (home care) e em cooperativas (terceirização de mão-de-obra), consultorias e auditorias como autônomo ou em empresas, atendimento em eventos (dairy care), ensino (proprietário) ou prestação de serviços especializados: clínicas de vacinação, amamentação, esterilização de material médico-hospitalar, transporte de pacientes, aluguel de equipamentos e comercialização de produtos da área hospitalar.

Portaria autorizada MEC n° 1989, 30 de dezembro de 2021, publicada em DOU em 31
de dezembro de 2021

Baixar Arquivo

Como Ingressar

*À Faculdade Paulo Picanço, reserva-se o direito de não realizar o Curso acima especificado, caso o número de candidatos matriculados seja inferior ao número mínimo de vagas. *À Faculdade Paulo Picanço, reserva-se o o direito de, por motivo de força maior, substituir membros do corpo docente por profissionais igualmente qualificados.